Últimas notícias
Publicado em: 5 de janeiro de 2022

Alimentos que parecem ser saudáveis, mas não são

Nas prateleiras dos mercados, existem diversos produtos que parecem ser saudáveis, mas não são. Presentes em vários cardápios, alguns itens que parecem ser nutritivos, na verdade, entram em uma categoria alimentar um tanto perigosa, a dos ultraprocessados. Alguns exemplos clássicos são as barras de cereal, cereais matinais, sucos prontos, pães de forma, mesmo os integrais, iogurtes (com exceção dos naturais), gelatina e peito de peru.

Esses produtos contêm mais calorias e mais sal, açúcar e gordura, além de uma série de aditivos alimentares (reguladores de acidez, estabilizantes, espessantes, antioxidantes, realçadores de sabor, aromatizantes, corantes, conservantes, emulsificantes e fermentos químicos são alguns deles), que favorecem o consumo exagerado e provocam efeitos negativos no corpo e na saúde.

Uma boa dica para saber se o alimento faz parte deste grupo é consultar a lista de ingredientes no rótulo do produto. Os principais indicativos de que é um produto ultraprocessado são: número elevado de ingredientes (cinco ou mais) com nomes pouco familiares e que não são usados nas preparações culinárias, como gordura vegetal hidrogenada, óleos interesterificados e xarope de frutose.

Fonte: Ministério da Saúde